Trabalho Científico

PARLO possui uma base de dados da terapia com pessoas que gaguejam, considerada única mundialmente. Esses resultados foram coletados durante 10 anos. PARLO aplica métodos terapêuticos baseadas em evidências. O instituto também é um consultor requerido, tanto para critérios terapêuticos, quanto para a execução de estudos futuros. PARLO oferece aos seus clientes um serviço completo, envolvendo o modelo de avaliação, a base de pacientes, a documentação e a publicação final.

O núcleo tem fortes parcerias com as Universidades de Göttingen e Bochum, que são consideradas líderes na área de pesquisa direcionada à terapia da gagueira na Alemanha. Já foram publicados inúmeros projetos de pesquisa como fruto dessa cooperação. Além disso, existem contatos científicos também na pesquisa internacional. Essas cooperações, relacionadas aos fundamentos mas também à avaliação e aplicação de novas técnicas terapêuticas, são para serem ampliadas no futuro próximo. PARLO pretende se posicionar também como o principal instituto de pesquisa, que trabalha independentemente de uma universidade.

Além da terapia para a gagueira, inicialmente proposta, há esforços para ampliar os conhecimentos desenvolvidos até então, para outros transtornos fonoaudiológicos. No Instituto de Terapia de Gagueira Kassel (KST), associado ao PARLO, um grande número de clientes participa do programa terapêutico continuamente. Sendo assim, PARLO se torna um parceiro valioso para estudos, que tratam de questões com relação à gagueira.

 

Referências:
  • Faculdade de Medicina da Universidade de Aachen – Anke Alpermann, Dissertação com o tema “Desenvolvimento de um instrumento para a avaliação da fluência da fala depois de uma terapia de gagueira” (Construct validity of modified time-interval analysis) verificado com clientes da KST. Supervisor Prof. Willms Kinkeldey e Prof. Huber.
  • Business School of Public Health Berlin- Eventos em Julho de 2010 com a KST e a associação federal de autoajuda para pessoas com gagueira. Tema: Novos caminhos na terapia da gagueira 2010 – temas de projetos para estudantes da Escola de Negócios de Saúde Pública Berlim, nos cursos de mestrado de sáude pública e epidemiologia.
  • Charité Berlin, Departamento de Foniatria e Pedaudiologia – Cooperação com a professora de fonoaudiologia na matéria distúrbios da fluência, Sra. Jutta Tepp como freelancer da KST no decorrer dos cursos de terapia intensiva em Berlim.
  • Universidade Georg-August Göttingen – Cooperação em diversos projetos com publicações em conjunto com o Prof. Martin Sommer, médico diretor do departamento de Neurofisiologia Clínica, e sua equipe. Tema principal entre outros: Estimulação transcranial.
  • Academia Pedagógica Heidelberg – Cooperação em diversos projetos com publicações em conjunto com o Dr. Johannes von Tiling, Dipl.-Psych., Professor no Centro Psiquiátrico Wiesloch. Tema principal: Reestruturação Congnitiva em pessoas que gaguejam.
  • Universidade Kassel, Instituto de Psicologia – Cooperação em diversos projetos com publicações em conjunto com o Prof. Harald A. Euler, Ph.D. (aposentado). Temas principais: Avaliação ao longo prazo da Terapia de Gagueira Kassel, e FMRI em pessoas que gaguejam.
  • Universidade de Bochum, Departamento de Foniatria e Pedaudiologia – Prof. Katrin Neumann, cooperação em diversos projetos com publicações relacionadas à gagueira. Temas principais: Avaliação ao longo prazo da Terapia de Gagueira Kassel, e FMRI em pessoas que gaguejam.
  • Universidade de Sydney,Centro de Pesquisa sobre Gagueira Australiano -Diretor Mark Onslow, Ph.D., Profa. Anne Packmann, PhD. Membros da comissão científica do PARLO. Cooperação no desenvolvimento de um conceito de terapia online para crianças com gagueira.
  • Universidade McGill Montreal, Canadá, Centro de Fluência – Rosalee C. Shenker, fundadora, diretora executiva e professora adjunta, membro da comissão científica do PARLO , parceiro em simpósios online sobre a terapia online de gagueira através do sistema freach.
  • Hospital Geral Singapura – Valerie Lim, Ph.D., diretor sênior – Terapias da fala, membro da comissão científica do PARLO, cooperação e troca científica.
  • Universidade de Alberta, Edmonton, Canadá – Marylin Langevin, Professora associada, Membro da comissão científica do PARLO, parceiro em simpósios online sobre a terapia online de gagueira através do sistema freach.
  • Universidade Uppsala, Suécia – Per A. Alm, Ph.D., Departmento de Neurociência, patologias da fala e da linguágem, membro da comissão científica do PARLO, cooperação e troca científica.
  • Universidade La Trobe, Melbourne, Austrália – Susan Block, conferencista sênior, Faculdade de Ciências da Saúde, membro da comissão científica do PARLO, cooperação e troca científica.
  • Universidade de Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil – Anelise Junqueira Bohnen, Ph.D., membro da comissão científica do PARLO, cooperação e troca científica
 
   
© 2011 - 2019 PARLO - Institut für Forschung und Lehre in der Sprachtherapie. Alle Rechte vorbehalten